Cowboy Cantor

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2005

Não Levantar Falsos Testemunhos

Não acho piada nenhuma aos músicos que vêm lançam na comunicação ofensas aos outros músicos. Normalmente o primeiro ataque é da parte de quem está a fazer menos sucesso.
Desta vez Sir Elton John, cavaleiro de sua Real Majestade a Rainha de Inglaterra, veio a público criticar a Madonna.
Isto magoa-me duplamente. Uma, porque esta não é uma atitude digna de um Sir. Mas depois da palhaçada que fez no Casino Estoril, quando se recusou a dar o concerto, depois da sala estar cheia, nada me espanta nas atitudes deste senhor. Segundo, fico chateado, porque tenho uma relação muito próxima com a Madonna. O meu primeiro vinil foi o single Papa Don’t Preach, tinha eu uns 8 ou 9 anos.
Elton John criticou o facto de a Madonna fazer coreografias complicadas, sem nunca perder o fôlego, e continuar a cantar. Por outras palavras, estaria a dizer que a Madonna faz playback em palco. E ainda remata a afirmação da seguinte forma: “Seria muito mais difícil ainda, se ela tivesse hemorróidas”.
Riam-se. Eu acho é triste que um músico não saiba quando é chegada a altura para se retirar de cena. Quanto à Madonna, e senhora ainda tem mais dois ou três álbuns para fazer. Depois pode-se dedicar à família e aos maridos.

3 comentários:

Gado Bravo disse...

Hello Rodrigo, 'brigadinha pela visitinha ao Gado Bravo!
A propósito do teu post, tens toda a razão, aliás, em qualquer área fica feio. O Sir bem podia ter ficado caladinho que não esteve nada bem.
Digam o que quiserem da Madonna mas a mulher fez mesmo parte do nosso crescimento e tem o seu mérito, é um facto.
Bjs* Aparece e fica à vontade!

Rodrigo de Sá disse...

Crescemos com a Madonna, e ela ensinou-nos a respeitá-la.
Boas pastagens para vocês. Hei-de voltar para ir confirmando o estado a erva.

Gado Bravo disse...

*